Category

Agenda

Agenda

Agenda | Junho 2018

COMUNA | Cidade do Fundão
A Comuna é um projecto do Município do Fundão e da Luzlinar

 

OMNIA SUNT COMUNIA I
9 de Junho 2018 | 21h30 | Comuna | Rua João Franco, n.33 | Cidade do Fundão

PROGRAMA
21h30 | Comuna – Rua João Franco n.33
– Sinais
– Desenhar a Comuna
– O Cinema Juventude no Quotidiano da Comuna – Projecção
– Finissage da instalação ECO de Nuno Manuel Pereira

ARQUEOLOGIA MUSEUS COMUNIDADES | Arqueologia Comunitária e Museologia Comunitária
15 e 16 de Junho 2018 | 21h30 | Cidade do Fundão / Barroca

Fundão | 15 de Junho | 9h30 – 17h00 | Salão Nobre da Câmara Municipal
Barroca | 16 de Junho | 9h30 – 17h00 | Auditório da Casa Grande

PROGRAMA (clicar para abrir)

16 de Junho | 12h00
Apresentação do Projecto ‘Realidades Submersas/Campus Barroca’ por Carlos Fernandes, Flávio Delgado, Mariana Fernandes e Pedro Januário (Projecto Pontes, Comuna)

REALIDADES SUBMERSAS
Realidades Submersas é uma actividade que inaugura uma investigação de elementos não classificados dos acervos museológicos.
Esta actividade de carácter experimental integra os substratos materiais e imateriais depositados nos museus (ou à sua guarda), pretendendo fazer convergir as práticas da investigação da arqueologia e da criação artística.
Deste modo, desejamos trabalhar os territórios da arte e da ciência em simultâneo através de um conjunto de objectos por estudar, ainda sem material científico, numa aproximação que questiona as metodologias e práticas do artista e do investigador.

CINEMA JUVENTUDE | Um programa de educação para o cinema
Oficina Realizar Filmar | Cidade do Fundão

www.cinemajuventude.luzlinar.org
www.facebook.com/CinemaJuventude

Este projecto pretende desenvolver e implementar estratégias inovadoras no sentido de levar as crianças e os jovens a descobrir, a conhecer e a viver o cinema. Entendemos que a cultura cinematográfica pode estimular novas experiências envolvendo as diferentes áreas do conhecimento no âmbito das atividades escolares, promovendo assim uma cultura visual no sentido da fruição estética e simultaneamente da pedagogia da imagem em todo o processo de aprendizagem.

 

MAPAS | Arte e Ciência
Belmonte | Caria

DESENHOS DA VIDA | O DESENHO COMO DOCUMENTO ETNOGRÁFICO
Centro de Assistência Paroquial de Caria | Caria

Desenhos da Vida é um projecto que compreende a investigação, a selecção e recolha das memórias das pessoas seniores. Procura promover sessões de Desenho no sentido de estimular nos participantes a activação da memória de uma geração que nunca se exprimiu através do desenho, tornando presente um património imaterial esquecido e que através do desenho se expõe na sua autenticidade.
A actividade é adaptada a cada lugar onde é desenvolvido, remetendo para a relação entre as suas vivências e a infância de cada participante. Deste modo o artista-investigador tem à sua disposição um campo para reflectir nos seguintes tópicos: temporalidade; subjectividade; memória; etnografia.
As actividades do projecto desenvolvem-se ao longo dos quatro anos em regime de residência anual, constituída por sessões de desenho, com a orientação e registo audiovisual de dois artistas-investigadores nas áreas das Artes Plásticas e Novos Media.

 

CAMPUS | Aldeia Artística do Feital

INVESTIGAÇÃO E CRIAÇÃO ARTÍSTICA

MOVIMENTO DAS PEDRAS | Círculos
21 a 24 de Junho 2018 | Campus Jardim das Pedras | Aldeia Artística do Feital

Projecto de Investigação e Criação Artística que intervém no laboratório do Campus, Aldeia Artística do Feital, desenvolvido nos últimos três anos no âmbito do projecto Pontes e a que se pretende dar continuidade para os próximos quatro anos.
MOVIMENTO DAS PEDRAS convoca as áreas artísticas das Artes Plásticas, Desenho, Escultura, Arquitectura juntamente com as seguintes áreas científicas: Arqueologia, Antropologia, Geografia, Geologia, Astronomia.
Os territórios das Serras do Feital, Vilares e Broca albergam uma presença vasta e múltipla da expressão da construção em técnica da pedra seca que pretendemos integrar nos processos de investigação e criação artística relativos ao desenho, à escultura, à produção de espaço e à paisagem.
As acções artísticas compreendem a selecção, recolha, manuseamento e assentamento das pedras na técnica de pedra seca e suas múltiplas variantes, sobre a atenção da forma e do desenho latentes. A actividade é desenvolvida em conjunto com a população local, que ainda detém o conhecimento desta técnica, fomentando a preservação activa do património material e imaterial existente.

CÍRCULOS tem como matéria de investigação artística e científica (Arqueologia e Geografia) a presença extensiva de maroiços (construção piramidal ou cónica), muros e outras manifestações de ordenamento elementar e informal do espaço das actividades rurais ou outras.

BOSQUES | QUERCUS / PINUS
24 de Junho 2018 | Campus Jardim das Pedras | Aldeia Artística do Feital

Apresentação do projecto Bosques para a Serra do Feital e da Broca pelo Dr. João Paulo Fidalgo – UTAD (Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro)

Projecto de Investigação e Criação Artística e Científica, a ser desenvolvido na Aldeia Artística do Feital no âmbito do laboratório do Campus, ao longo dos quatro anos, em parceria com a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, com a coordenação científica do Professor João Paulo Fidalgo Carvalho.

DESENHO NOCTURNO
24 e 25 de Junho | Campus Jardim das Pedras | Aldeia Artística do Feital

Oficina de Desenho

 

ITINERÂNCIAS
Circulação | Artes plásticas | PROMOÇÃO E DIVULGAÇÃO ARTÍSTICA

ECO de Nuno Manuel Pereira
Instalação
9 de Junho 2018 | 21h30 | Espaço Pontes | Comuna | Fundão

Finissage da instalação.

ECO
Um caminho que se abre ao desconhecido.
O sagrado que se revela íntimo.
Um estado de espera e de projecção.
Do outro lado a luz, a catarse em ressonância.
Não entro, vivo o impulso.
A volúpia do caminho.

DRAPERIES de João Castro Silva
Instalação | Escultura
até 24 de Junho 2018 | Museu de Lanifícios da Universidade da Beira Interior | Núcleo da Real Fábrica Veiga | Covilhã

Draperies é uma instalação de trinta e nove relevos, em frente e verso, realizados pelo método de talhe directo em madeira de cryptomeria japonica.

DRAPERIES
Em escultura, por draperie entende-se todo o tipo de indumentárias ou tecidos que representem conjuntos de pregas. Intimamente ligado à representação do corpo humano, as draperies contribuem para a caracterização individual de caracteres.
A dinâmica da draperie e a sua capacidade expressiva têm sido continuamente explorados pelos escultores na diferenciação de tipos humanos, proporções, gestos e atitudes.
As draperies acentuam também a percepção de movimento e criam uma maior quantidade de zonas de luz e de sombra sem as quais uma escultura poderá mais não ter mais que uma tonalidade uniforme de cinzentos.
A plasticidade natural dos tecidos e a possibilidade de com eles se criar uma enorme variedade de tonalidades, fruto da relação entre côncavos, convexos e a luz, permite a exploração do claro/escuro no tratamento de superfícies escultóricas.

ROTA DOS ABRIGOS
Exposição | Fotografia
até 31 de Junho 2018 | Estação Ferroviária de Vila Franca das Naves

Desde 2014 a Associação Luzlinar tem vindo a desenvolver uma investigação em torno dos abrigos de pastor nas áreas afectas à Serra do Feital, Serra da Broca e Vilares, e Póvoa do Concelho. Numa acção contínua de registo, inventariação, preservação e manutenção, os abrigos de pastor têm sido alvo de estudo no terreno.

 

OFICINAS ESPECIAIS

ESCREVER=DESENHAR
Atelier Temos Tempo | Aldeia Artística do Feital

Projecto de educação inclusiva para alunos com necessidades educativas especiais orientado pela escultora Maria Lino | Agrupamento de Escolas de Pinhel.

PROJECTO PONTES
Coordenação Geral – Carlos Fernandes | Direcção Artística – João Castro Silva | Direcção Executiva – Pedro Januário |Produção Executiva – Flávio Delgado | Comunicação / Imagem – Ana Rodrigues | Coordenação Cientifica / Comuna – Pedro Salvado | Cinema Juventude – António Lopes

 

Agenda

Agenda | Maio 2018

GABA NA COMUNA
Ao abrigo do protocolo estabelecido com a Faculdade de Belas Artes de Lisboa, a COMUNA vai receber, em residência de investigação e criação artística, o/a artista seleccionado na 12ª edição GAB-A — Galerias Abertas Belas Artes que terá lugar nos próximo dias 19 e 20 de Maio na Faculdade de Belas Artes de Lisboa.

12ª EDIÇÃO GAB-A — GALERIAS ABERTAS BELAS ARTES
19 e 20 de Maio 2018 | Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa | Lisboa

galeriasabertas-belasartes.blogspot.pt
www.belasartes.ulisboa.pt

Horário abertura ao público:
19 maio: 14h – 23h
20 maio: 14h – 19h

As GAB-A, Galerias Abertas das Belas-Artes, são um acontecimento artístico, periódico, realizado na Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa. Tem como objectivos promover diálogos entre estudantes de diferentes áreas artísticas e ciclos de estudos e promover contactos com o público. Durante um fim de semana as salas da faculdade abrem-se e expandem-se para o exterior, permitindo aos visitantes e convidados uma livre circulação pelos diferentes espaços de produção artística. Com onze edições já realizadas em sete anos de actividade, a 12ª edição GAB-A decorrerá em 19 e 20 de maio de 2018. A Faculdade de Belas-Artes situa-se no Chiado, em Lisboa, nos espaços que pertenceram ao Convento de São Francisco da Cidade, cuja fundação remonta ao século XIII. Mais uma oportunidade para visitar e estar neste espaço singular.

Nesta 12ª edição GAB-A o júri da Luzlinar, composto por Carlos Fernandes, Elsa Gonçalves, Mariana Fernandes e Pedro Januário, selecciona um dos participantes para desenvolver uma residência artística com duração de um ano.

Esta atividade integra-se no ANO EUROPEU DO PATRIMÓNIO CULTURAL 2018.

 

COMUNA | Cidade do Fundão
A Comuna é um projecto do Município do Fundão e da Luzlinar

CINEMA JUVENTUDE | Um programa de educação para o cinema
Oficina Realizar Filmar | Cidade do Fundão

www.cinemajuventude.luzlinar.org
www.facebook.com/CinemaJuventude

Este projecto pretende desenvolver e implementar estratégias inovadoras no sentido de levar as crianças e os jovens a descobrir, a conhecer e a viver o cinema. Entendemos que a cultura cinematográfica pode estimular novas experiências envolvendo as diferentes áreas do conhecimento no âmbito das atividades escolares, promovendo assim uma cultura visual no sentido da fruição estética e simultaneamente da pedagogia da imagem em todo o processo de aprendizagem.

OFICINA | 3 EM LINHA E 4 NUM QUADRADO
Espaço Pontes | Fundão

Oficina | Agrupamento de Escolas do Fundão

 

MAPAS | Arte e Ciência
Belmonte | Caria

DESENHOS DA VIDA | O DESENHO COMO DOCUMENTO ETNOGRÁFICO
Centro de Assistência Paroquial de Caria | Caria

Desenhos da Vida é um projecto que compreende a investigação, a selecção e recolha das memórias das pessoas seniores. Procura promover sessões de Desenho no sentido de estimular nos participantes a activação da memória de uma geração que nunca se exprimiu através do desenho, tornando presente um património imaterial esquecido e que através do desenho se expõe na sua autenticidade.
A actividade é adaptada a cada lugar onde é desenvolvido, remetendo para a relação entre as suas vivências e a infância de cada participante. Deste modo o artista-investigador tem à sua disposição um campo para reflectir nos seguintes tópicos: temporalidade; subjectividade; memória; etnografia.
As actividades do projecto desenvolvem-se ao longo dos quatro anos em regime de residência anual, constituída por sessões de desenho, com a orientação e registo audiovisual de dois artistas-investigadores nas áreas das Artes Plásticas e Novos Media.

 

CAMPUS | Aldeia Artística do Feital

TUTORIAS | TEÓRICO-PRÁTICOS EM TUTORIA
Campus Jardim das Pedras | Aldeia Artística do Feital

10 a 14 de Maio | Brigite Oleiro

TUTORIAS é uma actividade anual especialmente desenhada para o desenvolvimento e promoção da emergência artística, que acolhe Projectos Teórico-Práticos, das diferentes linguagens artísticas.

INVESTIGAÇÃO E CRIAÇÃO ARTÍSTICA

BOSQUES | QUERCUS / PINUS
10 e 11 de Maio | Campus Jardim das Pedras | Aldeia Artística do Feital

Projecto de Investigação e Criação Artística e Científica, a ser desenvolvido na Aldeia Artística do Feital no âmbito do laboratório do Campus, ao longo dos quatro anos, em parceria com a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, com a coordenação científica do Professor João Paulo Fidalgo Carvalho.
Bosques é uma actividade agregadora de sub-actividades projectuais e experimentais na sua relação com um espaço natural, na observação e compreensão da sua fauna e flora, dos seus ciclos e transformações. Promove-se a cumplicidade entre a actividade sensorial, despertada pelos ecossistemas e pelo lugar, e os contributos científicos dados pelas áreas da biologia, agronomia, ecologia.
Quercus / Pinus é uma residência que desenvolve os territórios da arte e da ciência em simultâneo através do estudo das duas famílias de espécies arbóreas em causa. Pretende-se uma aproximação ampla ao conhecimento biológico, ecológico, social, produtivo, simbólico questionando as metodologias e práticas do artista e do investigador.

DESENHO NOCTURNO
28 e 29 de Maio | Campus Jardim das Pedras | Aldeia Artística do Feital

Oficina de Desenho

 

ITINERÂNCIAS
Circulação | Artes plásticas | PROMOÇÃO E DIVULGAÇÃO ARTÍSTICA

ECO de Nuno Manuel Pereira
Instalação
17 de Maio a 7 de Junho 2018 | Espaço Pontes | Comuna | Fundão

DRAPERIES de João Castro Silva
Instalação | Escultura
até 24 de Junho 2018 | Museu de Lanifícios da Universidade da Beira Interior | Núcleo da Real Fábrica Veiga | Covilhã

Draperies é uma instalação de trinta e nove relevos, em frente e verso, realizados pelo método de talhe directo em madeira de cryptomeria japonica.

DRAPERIES
Em escultura, por draperie entende-se todo o tipo de indumentárias ou tecidos que representem conjuntos de pregas. Intimamente ligado à representação do corpo humano, as draperies contribuem para a caracterização individual de caracteres.
A dinâmica da draperie e a sua capacidade expressiva têm sido continuamente explorados pelos escultores na diferenciação de tipos humanos, proporções, gestos e atitudes.
As draperies acentuam também a percepção de movimento e criam uma maior quantidade de zonas de luz e de sombra sem as quais uma escultura poderá mais não ter mais que uma tonalidade uniforme de cinzentos.
A plasticidade natural dos tecidos e a possibilidade de com eles se criar uma enorme variedade de tonalidades, fruto da relação entre côncavos, convexos e a luz, permite a exploração do claro/escuro no tratamento de superfícies escultóricas.

ROTA DOS ABRIGOS
Exposição | Fotografia
até 31 de Maio 2018 | Estação Ferroviária de Vila Franca das Naves

Desde 2014 a Associação Luzlinar tem vindo a desenvolver uma investigação em torno dos abrigos de pastor nas áreas afectas à Serra do Feital, Serra da Broca e Vilares, e Póvoa do Concelho. Numa acção contínua de registo, inventariação, preservação e manutenção, os abrigos de pastor têm sido alvo de estudo no terreno.

 

OFICINAS ESPECIAIS

ESCREVER=DESENHAR
Atelier Temos Tempo | Aldeia Artística do Feital

Projecto de educação inclusiva para alunos com necessidades educativas especiais orientado pela escultora Maria Lino | Agrupamento de Escolas de Pinhel.

 

PROJECTO PONTES
Coordenação Geral – Carlos Fernandes | Direcção Artística – João Castro Silva | Direcção Executiva – Pedro Januário |Produção Executiva – Flávio Delgado | Comunicação / Imagem – Ana Rodrigues | Coordenação Cientifica / Comuna – Pedro Salvado | Cinema Juventude – António Lopes