1.3 MAPAS – Arte e Ciência | Belmonte
1.3.1  Desenhos da Vida

 

Descrição:
Resulta de uma investigação artística e científica realizada pela equipa Luzlinar, em Vila Franca das Naves, e que propomos ao alargamento aos restantes municípios da Beira Interior, para os próximos quatro anos, estando para o primeiro ano confirmado o Município de Belmonte.

“DESENHOS DA VIDA” é um projecto que compreende a investigação, a selecção e recolha das memórias das pessoas seniores.

Procura promover sessões de Desenho no sentido de estimular nos participantes a activação da memória de uma geração que nunca se exprimiu através do desenho, tornando presente um património imaterial esquecido e que através do desenho se expõe na sua autenticidade.

A actividade é adaptada a cada lugar onde é desenvolvido,remetendo para a relação entre as suas vivências e a infância de cada participante. Deste modo o artista-investigador tem à sua disposição um campo para reflectir nosseguintes tópicos: temporalidade; subjectividade; memória; etnografia.

As actividades do projecto desenvolvem-se ao longo dos quatro anos em regime de residência anual, constituída por sessões de desenho, com a orientação e registoaudiovisual de dois artistas-investigadores nas áreas das Artes Plásticas e Novos Media.

Planeamento:
1 – Selecção dos locais destinados a acolher o projecto para as sessões de Desenho e para o espaço Expositivo.
2 – Apresentação pública do projecto Desenhos da Vida: Exposição – Piloto, projecção dos Filmes realizados e oficina com a população local.
3 –Residência | Preparação e sensibilização dos técnicos sociais, autarquia e da entidade de acolhimento do projecto: centros de dia, casas de repouso, lares de seniores, etc.
4 –Residência | Investigação e Criação com sessões regulares de desenho, num número mínimo de 12 sessões, até 90 minutos cada, ocupando manhãs ou tardes, durante um período estimado entre 6 a 9 meses.
5 – Apresentação Pública do material de desenho recolhido para estudo e preparação de exposição, bem como edição do material audiovisual, compreendendo a edição de Catálogo impresso e o filme do projecto.

Objectivos Específicos:
– Estimular a activação da memória de uma geração que nunca se exprimiu através do desenho.
– Compreender o desenho como documento etnográfico.
– Fomentar a importância da criação de uma catalogação da memória de pessoas seniores desenvolvida através das práticas artística e científica.
– Envolver as entidades locais (Município, centros de dia, lares) e as instituições com características adequadas para o desenvolvimento do projecto artístico.

 

1.3 MAPAS – Arte e Ciência | Belmonte
1.3.2  Inclassificáveis

 

Descrição:
Projecto de Investigação e Criação Artística, a ser desenvolvido com os Municípios da Beira Interior ao longo dos quatro anos. 2018 iniciará com o Município de Belmonte. A actividade resulta de uma investigação artística, desenvolvida nos últimos anos, que incidiu sobre o trabalho criativo e autodidacta de um conjunto de pessoas de diferentes proveniências e idades.

INCLASSIFICÁVEIS é um projecto que desenvolve uma investigação artística em torno do trabalho criativo que está situado no limiar do “trabalho do artista” e ao mesmo tempo do “trabalho do artesão”. Esta actividade desenvolve a relação entre as práticas artísticas e as práticas criativas. No contacto com cada uma destas expressões, o artista-investigador tem acesso ao processo criativo e ao que na sua génese o fomenta – as vivências, as experiências e as suas decisões.

Valorizamos o trabalho criativo que a nosso ver não é dada a atenção necessária, pela falta de um enquadramento, compreensão, sensibilidade social/artística/cientifica naesfera pública e na promoção cultural e criativa.

Para a cimentação deste projecto, de forte componente sociocultural, pretendemos que se crie um espaço de exposição que dignifique as mais diversas expressões criativas. Pretende-se que a investigação artística tenha como elementos inerentes ao seu processo os seguintes tópicos: pesquisa, reflexão de carácter ensaístico dos objectos de estudo e a consciencialização do artista da existência de uma multiplicidade de trabalho criativo no território.

Planeamento:
Residência | Investigação para promover a relação entre o artista-investigador e os diferentes participantes de forma a reconhecer os factores que levaram ao desenvolvimento do seu trabalho criativo e selecção de um grupo de pessoas transgeracional e heterogéneo com trabalhos diferenciados, visando a sua integração nesta investigação.

1 – Residência | Investigação e Criação do espólio correspondente aos diferentes participantes e de núcleos expositivos que representem os INCLASSIFICÁVEIS do município em estudo. Selecção das obras de cada participante para estudo e preparação das suas exposições.

2 – Apresentação pública do projecto INCLASSIFICÁVEIS: Exposição

Objectivos Específicos:
– Desenvolver um processo de pesquisa visando conhecer as práticas criativas na comunidade local e identificação dos potenciais “inclassificáveis”, contribuindo para a coesão territorial através de uma acção inovadora com a comunidade local na promoção da cultura e da criatividade.
– Promover o estudo dos trabalhos reconhecidos, a sua catalogação e posterior constituição de núcleos expositivos, desenvolvendo uma rede intermunicipal como suporte de promoção e difusão dos diferentes trabalhos desenvolvidos.
– Promover o trabalho criativo para a valorização pessoal dos cidadãos como referentes activos do património material e imaterial de uma região.
– Formar a comunidade visando a sua integração cultural e social, capacitando as autarquias para o desenvolvimento autónomo de projectos de investigação artística, científica e cultural.