1. INVESTIGAÇÃO E CRIAÇÃO ARTÍSTICA
LABORATÓRIO |  COMUNA
Narrativas Da Cidade

DIAGNÓSTICO / REFLEXÃO
Ruínas

PROJECÇÃO DA  REALIDADE / FICÇÃO
Superfícies| Escrita-Ecrã

INVESTIGAÇÃO / DESCOBERTA
Realidades Submersas | Contra-Cena

1.1 NARRATIVAS DA CIDADE
DIAGNÓSTICO / REFLEXÃO
1.1.1 Ruínas

Descrição:
Projecto de Investigação e Criação Artística a ser desenvolvido na cidade do Fundão no âmbito do laboratório da Comuna ao longo de quatro anos.

Ruínas é um projecto de carácter experimental que inaugura um conjunto de práticas culturais transgeracionais no sentido de reclamar o lugar da cidade como “Lugar deTodos”. Pretende-se que os habitantes do centro do Fundão se mobilizem para um projecto de longa-duração em torno das suas próprias memórias e projecções de vivências da sua cidade.

Actividade, situada no centro-histórico da cidade, confronta o seu quotidiano, o dos comerciantes e moradores, para a inversão do abandono e esvaziamento do centro recorrendo à mobilização, amplificação, inventariação das suas vivências religando-as com o espaço-tempo da cidade. Focamo-nos sobretudo no sentido humano do bairro do centro-histórico e não exclusivamente no sentido Físico (Património Material) ou Produtivo (Económico).

Pretende-se fomentar encontros regulares para a consciencialização de hábitos comuns ao funcionamento do bairro e para a partilha de expectativas relativamente à cidade, seu futuro e próximas gerações.

A constituição desta premissa estrutura a actividade construindo práticas multidisciplinares, que fomentem o pensamento artístico e científico, no sentido da reversão das ruínas que subsistem na cidade, convocando deste modo para o debate das dicotomias – útil/inútil, ficção/realidade- incontornáveis nos ritmos das cidades dos nossos dias.

As actividades do projecto “Ruínas”, que visam envolver toda a comunidade, respeitam a mesma metodologia ao longo dos quatro anos: Diagnóstico e Investigação, Criação e Apresentação Pública, integrando um conjunto de residências anuais.

As actividades de investigação e criação visão a produção de objectos/acções reais/virtuais que terão o seu espaço-tempo de intervenção sobreposto ao quotidiano das lojas, pensões, restaurantes, cafés, farmácias, etc.

O projecto é complementado com a realização de um seminário anual, definindo-se como tema para o primeiro ano as dicotomias “útil-inútil/ficção-realidade”.

Planeamento:
1- Residência | Investigação na área dos Novos Media integrando os participantes dos Projectos Teórico-Práticos em tutoria, para o Mapeamento de carácter artístico e científico do lugar com foco na “performatividade” das suas manifestações de saberes, relacionamentos, inteligência, criatividade.
2 – Residência | Investigação na área da Arquitectura para o Estudo do Espaço-Tempo da sua mutabilidade e permanências em confronto com as áreas científicas da Economia e da Sociologia Urbana.
3 – Residência | Criação artística na área dos Novos Media para a introdução de uma ficção na realidade através da consciencialização, compreensão, reflexão dos elementos produzidos pelas actividades complementares de diagnóstico e investigação.
4 – Apresentação Pública anual do resultado do projecto no espaço da Comuna.
5 – Realização de um seminário anual para a discussão do trabalho e reflexão.

Objectivos Específicos:
– Promover o cruzamento dos Novos Media e a Arquitectura no contexto territorial e dos seus lugares.
– Desenvolver técnicas de mapeamento próprias a um alargamento dos elementos que fazem a cidade.
– Compreender os problemas do desaparecimento, emergência e inscrição das narrativas do(s) lugar(s) da cidade.
– Promover a participação activa e a qualificação da comunidade nos domínios da criação e investigação artística.

 

1.1 NARRATIVAS DA CIDADE
PROJECÇÃO DA  REALIDADE / FICÇÃO
1.1.2 Superfícies | Escrita-Ecrã

 

Descrição:
Projecto de Investigação e Criação Artística, a ser desenvolvido no centro-histórico da Cidade do Fundão no âmbito do laboratório da Comuna, em colaboração com os habitantes locais.

“Superfícies | Escrita-Ecrã” é um projecto que pretende investigar a presença das gramáticas expressas pelas práticas dos Novos Media aprofundando as relações entre a escrita e a imagem.

Para tal definimos os seguintes tópicos de investigação: produção; reprodução; substantivação; referenciação; fragmentação; sintaxe.

A actividade consiste na concretização de um projecto dramatúrgico, “A Sopa e o Oráculo Moderno”, da autoria da equipa artística da Luzlinar, em resultado de uma investigação relativa à temática descrita, constituído por doze capítulos.

O projecto prevê a participação mista entre artistas em residência e comerciantes locais na realização, produção e encenação de cada capítulo adaptadas a espaços de lojas, espaços públicos e semi-públicos do centro da cidade.

Pretende-se deslocar para o espaço do quotidiano o debate sobre a linguagem face à profusão massiva de imagens e ao declínio da preponderância da  oralidade e da escrita.

O processo desenvolve-se através de residências de investigação e criação artística anuais, num total de 9 semanas, para a produção de 3 capítulos. A totalidade dos capítulos (12) será concluída ao longo dos 4 anos de execução do projecto.

Após a produção de cada capítulo programa-se uma apresentação pública na área artística dos NOVOS MEDIA resultando numa instalação que terá a Comuna como espaço cénico.

No final do quarto ano será realizada uma apresentação pública dos doze capítulos em simultâneo, distribuída pelos diferentes espaços da Comuna. Posteriormente ficará disponível para integrar o catálogo de núcleos expositivos da Luzlinar para circulação.

Planeamento:

2018

Escrita-Ecrã | Capítulos 1, 2 e 3

Para cada ano planeamos a realização de 3 capítulos com as seguintes actividades principais:

1 – Residência (5 dias x 3 = 15 dias) |Investigação para a adequação do projecto dramatúrgico às especificidades presentes no espaço cénico e aos meios tecnológicos autilizar, com a participação de artistas e investigadores das áreas dos Novos Media e do Teatro, em particular dos participantes dos Projectos Teórico-Práticos em Tutoria.
2- Residência (10 dias x 3 = 30 dias) | Criação e desenvolvimento dos conteúdos dramatúrgicos na área dos Novos Media.
3- Apresentação (30 dias x 3 = 90 dias) pública sobre a forma de instalação de Novos Media.

Para os capítulos 4 a 12, repete-se a mesma estrutura para os anos 2019 a 2021.

No último ano de projecto prevemos uma apresentação pública final dos doze capítulos do projecto dramatúrgico.

Objectivos Específicos:
– Promover o cruzamento dos Novos Media e as Artes Performativas no contexto territorial e dos seus lugares.
– Pôr em contacto os conceitos de virtualidade e realidade mediante a “performatividade” da narrativa.
– Compreender tangibilidades e polaridades humanas através das narrativas do(s) Lugar(es) da cidade.
– Promover a participação e a qualificação da comunidade nos domínios da criação e investigação artística.

 

1.1 NARRATIVAS DA CIDADE
INVESTIGAÇÃO / DESCOBERTA
1.1.3 Realidades Submersas | Contra-Cena

Descrição:
Projecto de Investigação e Criação Artística a desenvolver na Cidade do Fundão no âmbito do laboratório da Comuna ao longo dos quatro anos.

Realidades Submersas | Contra-Cena é uma actividade que inaugura uma investigação de elementos não classificados dos acervos museológicos. Iniciamos o projecto em parceria com o Museu de Arqueologia do Fundão e Rede Museológica Municipal prevendo o seu desenvolvimento no Museu dos Lanifícios da Universidade da Beira Interior, seguindo-se outros Museus da Região da Beira Interior.

Esta actividade de carácter experimental integra os substratos materiais e imateriais depositados nos museus, pretendendo fazer convergir as práticas da investigação da arqueologia e da criação artística, definindo-se à partida os seguintes tópicos de investigação: Desclassificação; Deslizamento; Afloramento; Inflorescência.

Deste modo, desejamos trabalhar os territórios da arte e da ciência em simultâneo através de um conjunto de objectos por estudar, ainda sem material científico, numa aproximação que questiona as metodologias e práticas do artista e do investigador.

Sublinhamos a importância desta acção artística, contrapor a arte às metodologias de investigação arqueológica, para o estímulo da descoberta de novas linhas de investigação científica.

As actividades do projecto desenvolvem-se ao longo dos quatro anos com o mesmo modelo metodológico – Formação, Investigação, Criação e Apresentação Pública – em regime de residências de criação e investigação artística durante 45 dias.

A apresentação pública anual é constituída por uma representação performativa/expositiva , incluindo os trabalhos científico e artístico, ficando posteriormente disponível para integrar o catálogo de núcleos expositivos da Luzlinar para circulação.

Planeamento:
Para cada ano estão previstas as seguintes actividades com um total de 45 dias/sessões afectos à criação:

1- Residência | (duração de 5 dias/sessões) Formação base inicial em museologia necessária à investigação a receber por parte dos Tutorandos sendo planeada e orientada pela coordenação científica da actividade.
2- Residência | (duração de 10 dias) Investigação para o desenvolvimento autónomo e simultâneo dos investigadores na área das Artes Plásticas e da Arqueologia, em particular dos participantes dos Projectos Teórico-Práticos em Tutoria.
3 – Residência | (duração de 30 dias) Criação artística e de conteúdos científicos no quadro do projecto.
4 – Apresentação pública dos dois trabalhos em simultâneo no espaço da Comuna.

Objectivos Específicos:
– Estimular pela acção artística a descoberta de novas linhas de investigação científica.
– Abrir espaço para a reflexão sobre as metodologias e práticas do artista e do investigador.
– Resgatar os elementos não classificados dos acervos museológicos.
– Despertar a aprendizagem/conhecimento do espólio cultural submerso para a sua fruição e investigação.
– Promover a articulação entre instituições de carácter museológico e os artistas.