1.4 SIMPÓSIOS

 

Descrição:
Os Simpósios são uma importante marca da Luzlinar. Desde 1995 que realizamos o Simpósio Internacional de Arte do Feital, por onde passaram mais de 90 artistas oriundos de Portugal e de vários pontos do mundo.

Os Simpósios são residências de trabalho, durante duas semanas cada, onde se desenvolve uma pesquisa conceptual e formal para a experimentação prática e materialização de conceitos.

Propomos a realização anual de dois Simpósios nas áreas dos Novos Media e da Dança, no sentido de fomentar diferentes actos artísticos inspirados pelos lugares onde se realizam.

Para coordenarem os simpósios nos próximos quatro anos convidámos o professor Francisco Paiva da UBI e a performer Vera Mantero, respectivamente.

Os Simpósios desenvolvem-se dentro dos mesmos princípios e critérios, apenas as temáticas mudam e o espaço geográfico de trabalho – Comuna, Cidade do Fundão e Campus Jardim das Pedras, Aldeia Artística do Feital, respectivamente.

Os Simpósios que desenvolvemos destinam-se a artistas portugueses e estrangeiros, jovens emergentes e confirmados. Nas suas edições integram sempre dois participantes finalistas ou recém-licenciados da área.

Em função das temáticas definidas a partir dos Laboratórios Campus e Comuna em que acontecem, os participantes definem as suas linhas estratégicas e ritmo de trabalho de abordagem ao tema, cada qual trabalha em função das suas próprias idiossincrasias.

Através destes momentos colectivos, cada um dos participantes vai ficando inteirado dos trabalhos de todos os outros, o Simpósio ganha a densidade de um todo. Representa para os seus intervenientes um período de profundo  recolhimento e concentração para as práticas artísticas e sua reflexão.

Os resultados destes simpósios são apresentados sob forma de performances, instalações, exposições, etc., constituindo nalguns casos núcleos expositivos para circulação.

 

Planeamento:
Cada Simpósio é composto por duas actividades principais:

1 – Residência | Investigação com a duração de duas semanas (15 dias) para 10 artistas.
2- Apresentação pública resultados sob forma de performances, instalações, exposições, etc., constituindo em alguns casos núcleos expositivos para circulação futura.

 

Objectivos Específicos:
– Promover a Dança e Novos Media fomentando o contacto entre os projectos artísticos e os lugares onde são gerados.
– Propiciar a abertura de espaços para estimular, pela acção artística, a reflexão sobre as metodologias e práticas artísticas.
– Promover a participação activa e a qualificação da comunidade artística nos domínios da criação e da descoberta de novas linhas e práticas de investigação.
– Promover a participação e a qualificação dos públicos, das escolas e das comunidades na cultura em diversos domínios da actividade artística através do contacto com os artistas em residência.
– Contribuir para a diversidade e qualidade da oferta artística nos territórios nacional e internacional.